Proposta para reduzir deputados é 'manobra de diversão'

O PCP disse hoje que a proposta do PS para reduzir o número de deputados na Assembleia da República é uma "manobra de diversão" que apenas traria um reforço dos partidos que têm levado o país "ao desastre".

"A alternativa que o país precisa é uma rotura com a política de direita, pôr fim a este rumo de desastre, de roubo de salários, de rendimentos dos trabalhadores e saque de direitos", disse à agência Lusa Jorge Cordeiro, da comissão política do PCP, num comentário às palavras de Pedro Passos Coelho.

O secretário-geral do PS, António José Seguro, revelou na sexta-feira durante um jantar de comemoração do 5 de Outubro que o PS vai entregar ainda este ano uma proposta para reduzir o número de deputados na Assembleia da República.

Até ao final do ano, o PS vai apresentar uma "proposta de alteração da lei eleitoral para a Assembleia da República" com o intuito de reduzir o número de deputados, atualmente cifrado em 230, disse Seguro.

Para os comunistas, esta "solução de engenharia eleitoral" prejudica forças políticas "de expressão eleitoral um pouco inferior" e "lesa o caráter proporcional" do sistema político português.

Com esta alteração, o PS quer alcançar uma "maior proximidade entre eleitos e eleitores e uma menor dependência dos eleitos face às direções partidárias".

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Política
Pub
Pub