Presidente evita perguntas sobre a reforma

O Presidente da República recusou-se hoje a falar sobre as suas polémicas declarações sobre a sua reforma, que levantaram uma onda de indignação. Disse apenas que todas as coisas importantes já tinham sido ditas no discurso. Um discurso proferido na inauguração do centro logístico de uma empresa, na Maia.

Na sua intervenção, Cavaco Silva tinha abordado principalmente o acordo de concertação social. "Em Portugal, neste momento, está-se a fazer um grande esforço para reforçar a confiança das empresas e investidores, quer estrangeiros quer nacionais", disse no discurso, falando do acordo assinado esta semana "num momento significativo e numa situação arrojada e complexa que o país atravessa".

E, segundo a RTP, foi precisamente para este discurso que remeteu quando lhe pediram para comentar as suas declarações sobre a reforma à saída.

Ler mais

Exclusivos

Premium

adoção

Técnicos e juízes receiam ataques pelas suas decisões

É procurador no Tribunal de Cascais há 25 anos. Escolheu sempre a área de família e menores. Hoje ainda se choca com o facto de ser uma das áreas da sociedade em que não se investe muito, quer em meios quer em estratégia. Por isso, defende que ainda há situações em que o Estado deveria intervir, outras que deveriam mudar. Tudo pelo superior interesse da criança.