Paulo Portas só chega à Colômbia na quarta-feira

Paulo Portas, o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, só se junta na quarta-feira à comitiva de 40 empresários e alguns políticos que Cavaco Silva reuniu para a viagem à Colômbia e Peru, onde vai estar até ao próximo sábado.

Paulo Portas, que este fim de semana esteve em foco, primeiro devido à ausência na tomada de posse dos dois novos ministros do Governo e depois por o Conselho Nacional do CDS ter defendido entendimentos com o PS e uma remodelação mais alargada, não pode desconvocar um dos quatro compromissos agendados - estará hoje na Mauritânia - e só chega a Bogotá na quarta feira, ainda a tempo de estar no encerramento da conferência económica entre os dois países.

O CDS trocou ainda a presença do seu líder de bancada parlamentar, Nuno Magalhães, pelo deputado Telmo Correia.

Com o Presidente viajou ainda o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, e o secretário de Estado da Cultura, Barreto Xavier. E cerca de 40 empresários de várias áreas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Líderes

A União Europeia e a crise dos três M. May, Macron e Merkel

Já lhe chamam a crise dos três M. May, Macron e Merkel, líderes das três grandes potências da UE, estão em apuros. E dos grandes. Numa altura em que, a poucos meses das eleições para o Parlamento Europeu, florescem populismos e nacionalismos de toda a espécie, pela Europa e não só, a primeira-ministra do Reino Unido, o presidente de França e a chanceler da Alemanha enfrentam crises internas que enfraquecem a sua liderança e, por arrastamento, o processo de integração da UE.