Pasta de Moedas "tem futuro e tem fundos", diz CDS

O eurodeputado centrista Nuno Melo considerou esta quarta-feira que a atribuição da pasta da Investigação, Ciência e Inovação a Carlos Moedas resultou de "uma boa negociação" e destacou que o pelouro vale 80 mil milhões de euros.

"A indicação do engenheiro Carlos Moedas resulta de uma boa negociação, tem futuro e tem fundos. São mais de 80 mil milhões de euros, mais do que o pacote financeiro de ajuda a Portugal", afirmou Nuno Melo, em declarações à Lusa.

Segundo o eurodeputado do CDS-PP, a escolha da pasta da Investigação, Ciência e Inovação "tem futuro" porque caberá a Carlos Moedas decidir sobre "projetos fundamentais no âmbito do horizonte 20/20 que tem vindo a ser apontado pela Comissão Europeia como a maior aposta para relançar a liderança da Europa nos planos científico, económico e social".

"Falamos do financiamento de todo o tipo de atividades, micro, pequenas e médias empresas, em áreas cientificas, de saúde, nas tecnologias de informação, segurança, energia, e em duas áreas muito importantes para Portugal, que têm dotações autónomas, o mar e a herança cultural", acrescentou.

O comissário indicado por Portugal para o futuro executivo comunitário, Carlos Moedas, vai assumir a pasta da Investigação, Ciência e Inovação, anunciou esta quarta-feira, em Bruxelas, o presidente eleito da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

O sucessor de Durão Barroso à frente da Comissão Europeia decidiu atribuir a Carlos Moedas, de 44 anos, até agora secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, o pelouro da Investigação, ficando assim o comissário português responsável pelo maior programa-quadro de sempre de investigação e inovação da UE, o Horizonte 2020, com um orçamento para os próximos sete anos no valor de quase 80 mil milhões de euros.

A 'Comissão Juncker' deverá entrar em funções a 1 de novembro, tendo o colégio de comissários que ser aprovado ainda pelo Parlamento Europeu, depois de audições de cada um dos comissários designados, que terão início ainda em setembro.

Ler mais

Exclusivos