PAN chama a atenção dos perigos da pecuária intensiva

O cabeça-de-lista do PAN às eleições legislativas regionais de 9 de Outubro, Rui Almeida, condenou hoje a pecuária intensiva pelas consequências que deixa no ambiente.

Num piquenique no Chão da Lagoa, nas serras sobranceiras à cidade do Funchal, Rui Almeida alertou os riscos derivados da pecuária intensiva, quer para os animais, quer para a alimentação humana, quer para o ambiente.

O candidato pelo PAN sublinhou que a alimentação dos portugueses é sobretudo constituída de carne muita da qual é produzida a partir de uma pecuária intensiva sem respeito pelos animais.

"Os animais na pecuária intensiva vivem em condições miseráveis, em espaços exíguos e são tratados como meros objetos", disse.

Realçou ainda os efeitos nocivos para o ambiente designadamente na poluição e no efeito de estufa dos produtos utilizados na alimentação intensiva dos animais.

O PAN concorre pela primeira vez nas eleições legislativas regionais, que se realizam a 9 de Outubro.

Exclusivos