"O PM é um incompreendido", ironizou Seguro

António José Seguro reagiu às palavras do primeiro-ministro, que disse que Portugal sofria de um preconceito que obriga a compromissa com meta de défice.

"Ainda ontem ouvi dizer ao PM q os mercados n o compreendem. Ele, que foi para além da troika, ao fim de dois anos vem dizer q os mercados não o compreendem. (...) Hoje vem dizer q ninguem o compreende. O PM e um incompreendido, queixou-se dos portugueses, chamou piegas aos portugueses, e depois de ter feito uma politica a pensar nos mercados, diz que os mercados nao o compreendem".

O líder socialista falava num arruada de apoio ao candidato do PS, António Parada, no Bairro de Biquinha, em Matosinhos.

Exclusivos