"O capital tem medo da luta organizada, não de protestos"

O secretário-geral do Partido Comunista Português não está preocupado com a força dos protestos de rua como o que se verificou no dia 15 de setembro por todo o país. Considera-os inorgânicos e que só uma luta organizada derrotará a troika.

"O capital tem medo é da luta organizada e não de protestos", diz Jerónimo de Sousa, que critica a hipótese de Cavaco Silva poder vir a formar um governo de iniciativa presidencial, pois serviria apenas para "salvar a política de direita".

Acusa o PS de fazer parte da "troika nacional" e de a troika internacional reforçar o empobrecimento dos portugueses a cada visita que faz a Portugal.

Quanto ao anúncio de que "acabou a impunidade para os políticos" feito pela ministra da Justiça, refere: "A democracia não deve ser judicializada. A punição e o fim da impunidade deve sempre corresponder a um direito que o povo português tem, de o manifestar democraticamente, por via das eleições. Não basta responsabilizar este Governo, é preciso lembrar outros governos anteriores."

Ler mais