Nuno Melo critica PS sobre Maria Luís Albuquerque

Nuno Melo criticou os "paradoxos" quanto às reações da direção do PS quanto à consideração do nome de Maria Luís Albuquerque para o cargo de Comissária Europeia. "Convém que se entendam!", afirmou.

Nuno Melo falava no programa da Antena 1 "Conselho Superior" sobre a possível nomeação da atual ministra das Finanças para o cargo de comissária europeia, criticando os comentários de José Sócrates e da direção do PS, justificando que tem havido "paradoxos" nas razões apresentadas para se oporem.

"O que se viu, ainda no último comentário dominical de José Sócrates" explica o eurodeputado, era que para o ex-primeiro ministro, "esta seria a pior das escolhas", porque significaria enviar o "rosto da austeridade".

"Bom, é evidente que José Sócrates só se esqueceu de si próprio", ironiza, "num estranho processo mental" pois "mais do que duplicou a nossa dívida,arredou-nos dos mercados, negociou a vinda da troika e impôs o programa de austeridade, mas ao que parece é rosto de outra coisinha qualquer".

Nuno Melo sublinha ainda que "por acaso, foi este Governo", com Maria Luís Albuquerque, Paulo Portas, entre outros, que "devolveram à procedência a troika que Sócrates trouxe".

Quanto à direção do PS, Nuno Melo explica que esta justificou estar contra por não compreenderem como, numa altura importante para as contas nacionais, Maria Luís Albuquerque poderia ser considerada.

"O que não ocorre aos socialistas que vão fazendo oposição" critica, "é que a mesma pessoa não pode ser, num caso demasiado boa" para sair do cargo, e noutro "demasiado má" por ser o rosto da austeridade. "Convém que se entendam!".

Quanto ao apoio do CDS na escolha, Nuno Melo não respondeu diretamente, defendendo que o que é mais importante é saber qual o cargo, para as prioridades de Portugal. "Se tivesse de optar entre uma função e um nome, obviamente que optaria por uma função".

A candidata para o cargo sugerida pelo PS é Maria João Rodrigues, que já foi ministra do Trabalho. Outro nome considerado é a ex-eurodeputada Maria Graça de Carvalho. Está previsto que o nome escolhido seja anunciado até ao final da semana.

Ler mais

Exclusivos