Nova secretária de Estado do Tesouro tomou posse

O Presidente da República deu hoje posse no Palácio de Belém à nova secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco, na oitava alteração ao executivo de maioria PSD/CDS-PP liderado por Pedro Passos Coelho.

Isabel Castelo Branco assume a pasta da secretaria do Tesouro quase um mês depois do ex-secretário de Estado Joaquim Pais Jorge ter apresentado demissão do cargo, a 07 de agosto.

Com 46 anos, cumpridos a 31 de julho, Maria Isabel Cabral de Abreu Castelo Branco é licenciada em Economia, pela Universidade Nova de Lisboa e frequentou o programa de MBA da mesma instituição entre 1991 e 1992.

À cerimónia da tomada de posse, que se iniciou pouco depois das 17:00 e durou cerca de cinco minutos, assistiram seis ministros do Governo mais o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas.

Presentes estiveram a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, o ministro da Economia, António Pires de Lima, o ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, o ministro da Segurança Social, Pedro Mota Soares, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, e o ministro da Presidência e Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes.

Alguns dos ausentes foram o ministro da Saúde, Paulo Macedo, a ministra da Justiça, Paula Teixeira de Cruz, e o ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco.

No final da cerimónia, o Presidente da República e o primeiro-ministro cumprimentaram todos os membros do Governo presentes, entre os quais diversos secretários de Estado.

Isabel Castelo Branco, hoje empossada, iniciou a carreira como analista do BPI em 1989 e um ano depois tornou-se analista na área de empresas Sul da mesma instituição bancária.

Entre 1991 e 1995, Isabel Castelo Branco foi analista de 'research' na área de estudos económicos e financeiros do BPI, sendo posteriormente responsável de investimentos na área de gestão de ativos, administradora da BPI Fundos, BPI Vida e BPI Pensões, de acordo com o seu currículo.

Desde 2002 que era diretora financeira do BPI.

Além disso, em 2012 a nova secretária de Estado era membro do Comité de Riscos da OMIClear, depois de em 2011 ter sido membro não executivo do Conselho de Administração da COSEC.

A 07 de agosto, pouco mais de um mês de ter assumido a pasta de secretário de Estado do Tesouro, Joaquim Pais Jorge apresentou demissão do cargo, na sequência da polémica que envolveu o caso 'swap'.

Pais Jorge tinha tomado posse a 02 de julho, no mesmo dia em que Maria Luís Albuquerque, até então secretária de Estado do Tesouro, assumiu a pasta de ministra de Estado e das Finanças, em substituição de Vítor Gaspar, que se tinha demitido no dia anterior.

O XIX Governo Constitucional é atualmente composto por 56 membros, que incluem o primeiro-ministro, 14 ministros e 42 secretários de Estado.

Em 2011, quando formou o Governo, Pedro Passos Coelho tinha ao seu lado no executivo 11 ministros e 36 secretários de Estado, num total de 48 membros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

robótica

Quando os robôs ajudam a aprender Estudo do Meio e Matemática

Os robôs chegaram aos jardins-de-infância e salas de aula de todo o país. Seja no âmbito do projeto de robótica do Ministério da Educação, da iniciativa das autarquias ou de outros programas, já há dezenas de milhares de crianças a aprender os fundamentos básicos da programação e do pensamento computacional em Portugal.

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...

Premium

João César das Neves

Donos de Portugal

A recente polémica dos salários dos professores revela muito do nosso carácter político e cultural. A OCDE, no habitual "Education at a Glance", apresenta comparações de indicadores escolares, incluindo a remuneração dos docentes. O estudo é reservado, mas a sua base de dados é pública e inclui dados espantosos, que o professor Daniel Bessa resumiu no Expresso de dia 15: "Com um salário que é cerca de 40% do finlandês, 45% do francês, 50% do italiano e 60% do espanhol, o português médio paga de impostos tanto como os cidadãos destes países (a taxas de tributação que, portanto, se aproximam do dobro) para que os salários dos seus professores sejam iguais aos praticados nestes países."