Miranda Calha eleito vice-presidente da Assembleia da República

Os deputados elegeram hoje Miranda Calha como vice-presidente da Assembleia da República, substituindo Ferro Rodrigues.

Luísa Salgueiro será vice-secretária da mesa do parlamento, revelou à Lusa o grupo parlamentar socialista.

Em votação secreta em urna, que decorreu hoje de manhã, Miranda Calha reuniu 124 votos favoráveis, 54 votos em branco e 16 votos nulos,

O nome de Luísa Salgueiro teve 118 votos favoráveis, 53 votos em branco e 23 votos nulos.

De acordo com o regimento, no caso dos vice-presidentes, secretários e vice-secretários da mesa da Assembleia da República, "consideram-se eleitos os candidatos que obtiverem a maioria absoluta dos votos dos deputados em efetividade de funções".

O grupo parlamentar do PS decidiu propor o deputado e ex-secretário de Estado Miranda Calha para suceder ao atual líder da bancada socialista, Ferro Rodrigues, enquanto a deputada eleita pelo círculo do Porto Luísa Salgueiro foi apresentada para um dos lugares da Mesa da Assembleia da República que era ocupado pela socialista Rosa Albernaz.

O vencedor das "primárias" socialistas, António Costa, ainda candidato a secretário-geral salientou, na altura deste anúncio, que Miranda Calha foi deputado logo na Assembleia da Constituinte e é o mais antigo membro da bancada socialista.

Miranda Calha foi secretário de Estado em áreas como o Desporto e Defesa Nacional em governos liderados por Mário Soares (1983/1995) e António Guterres (1995/2001).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Começar pelas portagens no centro nas cidades

É fácil falar a favor dos "pobres", difícil é mudar os nossos hábitos. Os cidadãos das grandes cidades têm na mão ferramentas simples para mudar este sistema, mas não as usam. Vejamos a seguinte conta: cada euro que um português coloca num transporte público vale por dois. Esse euro diminui o astronómico défice das empresas de transporte público. Esse mesmo euro fica em Portugal e não vai direto para a Arábia Saudita, Rússia ou outro produtor de petróleo - quase todos eles cleptodemocracias.