Ministro da Defesa representa Passos nas comemorações

O ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco, vai representar o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, na cerimónia solene de comemoração do 102.º aniversário da Implantação da República, na sexta-feira, disse à agência Lusa fonte oficial.

Pedro Passos Coelho vai estar ausente da comemoração oficial do 05 de Outubro, no Pátio da Galé, em Lisboa, por se encontrar em Bratislava, capital da Eslováquia, a participar num encontro do grupo "Amigos da Coesão".

O grupo "Amigos da Coesão", que se vai reunir na sexta-feira, em Bratislava, é constituído pela Bulgária, República Checa, Estónia, Grécia, Espanha, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia, Roménia, Eslovénia, Eslováquia, Espanha e Portugal.

Este grupo foi constituído na sequência de uma iniciativa da Polónia que, em 2010, lançou uma série de encontros com vista a concertar posições para a negociação do Quadro Financeiro Plurianual da União Europeia 2014-2020.

Já na sexta-feira à tarde e no sábado, o chefe do Governo português vai estar em Malta, para participar numa cimeira da "Iniciativa 5+5", que reúne do lado europeu Portugal, Espanha, França, Itália e Malta e, do lado africano, Mauritânia, Marrocos, Argélia, Tunísia e Líbia.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.