Marcelo: "Persistir na atual solução é suicida"

Marcelo Rebelo de Sousa defende que o Governo tem que mudar de discurso perante a troika sobre o programa de ajustamento. "Persistir na atual solução é suicida", disse.

O comentador político, na sua habitual análise na TVI, comentava o falhanço nas previsões do ministro das Finanças sobre o défice e o desemprego para 2013. Marcelo considerou "uma bomba" os novos dados e defendeu que cabe a Vítor Gaspar e ao primeiro-ministro "assumir o erro" e dizer qual é o novo discurso.

Na sua opinião, deve passar por pedir aos representantes da troika, que chegam a Portugal esta segunda-feira para a 7.ª avaliação do memorando, mais um ano para o ajustamento e de três anos para cortar os 4 mil milhões nas despesas do Estado. Além disso, para o antigo líder do PSD não é possível a consolidação sem crescimento económico".

O comentador frisou que o Presidente da República "teve razão quando falou em espiral recessiva".

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que o Governo se continuar nesta posição e negar os factos, "sai fragilizadíssimo". E se já considerava "um milagre" ganhar as legislativas de 2015, o "PSD pode ir para o precipício" nos sucessivos atos eleitorais, incluindo autárquicas e europeias.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Política
Pub
Pub