Julgamento para ex-governantes do Executivo de Sócrates

O ex-presidente do PSD Luís Marques Mendes defende que ex-governantes socialistas do Executivo de José Sócrates, agora deputados, deviam estar a ser julgados pela "gestão danosa de orçamentos" e pelo "caminho de ligeireza e irresponsabilidade".

Marques Mendes falava na quarta-feira à noite, em Lisboa, numa conferência organizada por militantes do PSD e que reuniu várias dezenas de pessoas.

O antigo líder social-democrata defendeu, sem apontar nomes, que "muitos ex-governantes com ares sorridentes no Parlamento deviam estar a ser julgados", já que "não chega a responsabilização política" para situações como a "gestão danosa de orçamentos".

De acordo com Marques Mendes, ex-membros do Governo de Sócrates deviam ter "vergonha" pelo "caminho de ligeireza e irresponsabilidade" que, a seu ver, levou o País à recessão.

"Pedimos a ajuda externa quando estávamos no limite, em condições em que já não tínhamos espaço de manobra", sustentou.