JSD quer acabar com exames de acesso às ordens

"Jota" liderada por Cristóvão Simão Ribeiro avança com pacote de medidas que visa pôr fim a uma série de restrições no acesso dos jovens às profissões.

Foi uma das bandeiras da nova direção da JSD e vai constar de um conjunto de propostas que o presidente da "jota", Cristóvão Simão Ribeiro, vai apresentar hoje no Parlamento: o fim dos exames de acesso às ordens profissionais. Ao DN, o jovem social-democrata explica que a iniciativa deriva de "um compromisso que saiu do Congresso" e justifica o avanço: "Desde 2013, à luz de subterfúgios legais e recorrendo até a ilegalidades, algumas ordens continuaram a vedar o acesso dos jovens ao livre exercício das suas profissões. Estamos fartos do corporativismo instalado."

Isto porque, sustenta, uma lei desse ano "já previa a liberalização desse acesso", embora muitas ordens não a estejam a cumprir. Ou seja, a grande maioria das organizações profissionais ainda não adequou os estatutos à lei - o atraso já leva dois anos.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Ler mais

Exclusivos