Jerónimo Martins cancela encomenda de livro de Sócrates

A Administração da Jerónimo Martins cancelou hoje a encomenda de 250 exemplares do livro de José Sócrates, 'A Confiança no Mundo - Tortura em Democracia', que tinha contratado há já algumas semanas.

Quando a editora Babel questionou o motivo da decisão, o departamento comercial da empresa invocou "ordens superiores" para proibir a venda do livro na rede de supermercados Pingo Doce.

A decisão, no entanto, pode ter sido revista ao fim do dia, apesar de a direção comercial da editora Babel não ter sido informada, nem a Jerónimo Martins ter alterado a sua posição no contato efetuado pelo DN.

Apesar de a editora não fazer comentários à atitude da Jerónimo Martins, nem o autor, José Sócrates, se pronunciar sobre a exclusão do seu livro, o DN sabe que ao tomar conhecimento do que se passou o ex-primeiro-ministro ficou "revoltado". Designadamente por serem instruções vindas superiormente da própria Administração, que contrariam a encomenda realizada.

Quanto ao cancelamento da encomenda dos livros de José Sócrates, a rede Pingo Doce desconhece se tal aconteceu ou se existem "ordens superiores". Acrescenta, no entanto, que nas nove grandes superfícies o ensaio está à venda no setores de livros.

(corrigida às 22.30)

Exclusivos