Governo está a conduzir Portugal para uma catástrofe

O líder parlamentar do PS acusou hoje o Governo de estar a conduzir Portugal para "uma catástrofe económica e social", considerando que o país vive "um cenário perfeito de espiral recessiva" que reclama uma mudança de políticas.

"A teimosia do Governo está a conduzir Portugal à beira de uma catástrofe económica e social, ontem soubemos que o número de desempregados atinge quase o milhão , 40% dos jovens qualificados estão desempregados e hoje ficámos a saber que as piores previsões do Governo em relação à quebra da economia foram utrapassadas", afirmou Carlos Zorrinho.

O presidente do grupo parlamentar do PS falava aos jornalistas à margem da reunião da bancada socialista.

A economia portuguesa recuou 3,2% em 2012, um valor mais negativo que o previsto pelo Governo e pela 'troika' na sexta revisão do programa, que apontavam para uma queda de 3% para a totalidade do ano.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE) na primeira estimativa para o PIB do quarto trimestre de 2012, o produto terá caído 1,8% face ao terceiro trimestre de 2012, a maior queda em cadeia do ano.

Na opinião de Carlos Zorrinho, estes dados revelam que "a situação está má e está a piorar": "Estamos num cenário perfeito, infelizmente, de espiral recessiva, de menos rendimento, menos emprego, menos crescimento".

"Perante isto o que faz o Governo? O primeiro-ministro é uma espécie de comentador piedoso, vai descrevendo o que está a correr mal e vai mostrando alguma fé em que alguma coisa mude, mas nada muda por acaso, as coisas mudam quando se mudam as políticas, esta política está profundamente errada e os portugueses estão a sofrer muito com a sua aplicação", criticou o socialista.

Ler mais

Exclusivos