Governo cria seguro do dador de sangue

O Conselho de Ministros aprovou hoje um diploma que cria o seguro do dador de sangue, que permitirá aos dadores terem uma garantia de que serão indemnizados no caso de eventuais complicações ou acidentes.

Segundo o comunicado do Conselho de Ministros emitido hoje após a reunião, com este seguro "pretende-se garantir ao dador de sangue ou candidato a dador, quando convocados, o direito a ser indemnizado pelos danos resultantes da dádiva de sangue ou de acidentes que eventualmente sofram no trajeto de ida para o local de colheita e de regresso deste"

Apesar de frisar que a dádiva de sangue é um ato "perfeitamente seguro", a nota do Governo reconhece que não está isento da possibilidade de ocorrer algum incidente.

A criação deste seguro do dador de sangue já tinha sido anunciada pelo ministro da Saúde, Miguel Macedo, no final do mês passado.

Ler mais

Exclusivos