Ferro Rodrigues afasta candidatura à Câmara de Lisboa

O ex-secretário-geral do PS Ferro Rodrigues afastou hoje, em absoluto, a possibilidade de se candidatar à presidência da Câmara de Lisboa e considerou que a melhor solução para os socialistas é a recandidatura de António Costa.

"Para se ser presidente da Câmara de Lisboa são necessárias vocação autárquica, vontade política e entusiasmo pela função. Não as tenho", declarou à agência Lusa Ferro Rodrigues, atual deputado do PS e vice-presidente da Assembleia da República.

Ferro Rodrigues acrescentou, depois, que na candidatura do PS à câmara de Lisboa "não há qualquer tabu".

"António Costa é um excelente presidente da Câmara de Lisboa e, se quiser, continuará a sê-lo", afirmou.

Com esta posição, Ferro Rodrigues pretendeu pôr um ponto final na ideia avançada por alguns órgãos de comunicação social, segundo a qual a oposição interna à direção do PS estaria a colocar em marcha um "plano B".

De acordo com essa ideia, o "plano B" passaria por António Costa disputar a liderança do PS a António José Seguro, abdicando de se recandidatar à Câmara de Lisboa e deixando essa missão autárquica para Ferro Rodrigues.

No entanto, a recandidatura de António Costa à Câmara de Lisboa não é ainda dada como adquirida.

Hoje, em declarações à agência Lusa, o líder socialista da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL), Marcos Perestrello, advertiu que a direção do PS, no processo de marcação do congresso, não deve obstaculizar a recandidatura de António Costa à Câmara de Lisboa.

"A direção do PS, ao marcar eleições diretas e o congresso nacional, não deve criar obstáculos à recandidatura de António Costa à presidência da Câmara Municipal de Lisboa", afirmou Marcos Perestrello.

Ler mais

Exclusivos