Ferreira Leite critica ministra das Finanças pelo corte anunciado nas pensões

Manuela Ferreira Leite atirou-se a Maria Luís Albuquerque no seu habitual comentário na TVI24: "Está anunciado que a única coisa que não tem solução neste país é a Segurança Social"

A ex-ministra das Finanças e comentadora da TVI24 não poupou a atual ocupante da pasta no governo de Passos Coelho. Manuela Ferreira Leite garantiu que "ouviu" a ministra Maria Luís Albuquerque dizer que "é possível cortar nas pensões em pagamento" perante a plateia da JSD. "Quando todo o discurso é de esperança e a única coisa que não tem solução é a Segurança Social e as pensões das pessoas", observou, com ironia, então significa que os reformados "vão ser deixados para trás". Confrontada com o facto de a ministra ter corrigido a gaffe e garantido que ainda nada está decidido quanto aos cortes nas pensões, Ferreira Leite sublinhou que "era melhor que estivesse decidido".

Sobre o novo anexo SS que os trabalhadores independentes têm de entregar até 31 de maio, Ferreira Leite observou, acidamente: "Vão-se inventando mais elementos para se poderem cobrar mais umas multas". A ex-ministra das Finanças criticou o Fisco por exigir mais essa declaração "inútil" até porque "na maioria dos casos estão todos isentos e a máquina fiscal tem esses elementos ao dispor".

Manuela Ferreira Leite lembrou ainda o relatório que aponta falhas graves na Autoridade Tributária (AT). "É muito grave o que se está a passar na AT. O relatório é perentório: os funcionários da Autoridade Tributária fazem o que querem., não têm formação, nem orientações, não existe cadeia hierárquica". Recordando os "poderes especiais" que tem a AT e que a equiparam a uma polícia, Ferreira Leite sublinhou ainda que "a Segurança Social está a funcionar de uma forma selvática" nas cobranças das dívidas às pessoas.

Ler mais

Exclusivos