Documento arrasa propostas do PS para estímulo à economia

A TSF teve acesso a um documento do Ministério das Finanças que arrasa as 10 propostas do PS para estímulo à economia. No entanto, seis destas propostas foram aprovadas pela maioria.

Segundo a TSF, o documento tem 13 páginas que foram, aparentemente, ignoradas pelos deputados da maioria.

O documento elaborado pelo Ministério das Finanças foi enviado para as bancadas do PSD e do CDS na quinta-feira, no próprio dia do debate potestativo marcado pelo PS, e avança com argumentos contra as 10 medidas socialistas para estimular a economia e o emprego. No documento, as medidas do PS são avaliadas uma a uma e merecem apenas uma de duas classificações - "inúteis" ou "redundantes".

Entre as seis medidas que acabaram aprovadas esta quinta-feira, umas com votos favoráveis da maioria, outras com a abstenção de PSD e CDS-PP, a mais emblemática é o pagamento das dívidas do Estado a fornecedores, com recurso a crédito da CGD.

No documento há extensos argumentos jurídicos, fiscais, e administrativos, contra cada uma das 10 propostas do Partido Socialista.

Exclusivos