Diretor da campanha de Nóvoa demite-se

José Romano, que dirigiu a campanha presidencial do ex-reitor desde o princípio, anunciou a sua "renúncia imediata" às funções desempenhava.

A notícia, avançada pelo DN no sábado, segundo a qual o deputado costista Pedro Delgado Alves será depois das eleições legislativas o diretor da campanha de Sampaio da Nóvoa provocou uma baixa nas hostes do candidato presidencial - a do atual diretor da campanha.

Na segunda-feira, José Romano publicou na sua página no Facebook uma nota: "Ontem [domingo] à noite apresentei ao Prof. Sampaio da Nóvoa o meu pedido de renúncia imediata às funções que desempenhava de diretor da sua campanha à Presidência da República. Ao próprio e a toda a equipa da candidatura agradeço a honra maior que me deram ao longo destes seis meses que dedicamos a Portugal."

O DN tentou contactar José Romano. Aparentemente, a sua "renúncia imediata" às funções de diretor da campanha deve-se ao facto de ter sido apanhado de surpresa pela notícia da escolha de Pedro Delgado Alves para o substituir após as eleições legislativas.

A sua escolha parece revelar uma certa inclinação de ex-líderes da JS para serem diretores de campanha. Na sequência da polémica dos cartazes no PS, Duarte Cordeiro, também ex-chefe da organização de juventude dos socialistas, foi substituir Ascenso Simões na direção da campanha do PS.

Pedro Delgado Alves e Duarte Cordeiro são ambos autarcas em Lisboa. O primeiro dirige a Junta de Freguesia do Lumiar e o segundo é vice-presidente da câmara municipal. Delgado Alves é, além disso, recandidato a deputado pelo círculo da capital (16.º lugar, portanto elegível, em princípio).

O diretor demissionário é militante do PS e em 2005 foi candidato à Câmara Municipal de Mafra.

A campanha de Sampaio da Nóvoa incorpora ainda na sua estrutura de topo três representantes dos três ex-presidente da República, todos eles apoiantes do ex-reitor. O general Luís Sequeira representa Ramalho Eanes, José Manuel dos Santos representa Mário Soares e João Bonifácio representa Jorge Sampaio (foi seu chefe da Casa Civil em Belém).

Ler mais

Exclusivos