Diplomatas colocados em países caros querem ser aumentados

A queda do euro está a gerar um movimento de protesto entre os diplomatas, que querem soluções para a desvalorização dos salários e subsídios.

Perante desvalorizações cambiais superiores a 20% desde o início deste ano, que já levaram funcionários consulares e professores a manifestar-se, agora são os diplomatas colocados em países com elevados níveis de vida que se confrontam com os efeitos da rápida e continuada queda do euro face a outras moedas.

Leia mais na edição impressa ou em DN e-paper.

Ler mais

Exclusivos