Chumbada proposta para reduzir IVA da restauração

PSD e CDS-PP chumbaram esta quinta-feira a proposta do PS para reduzir o IVA da restauração, de 23% para 13%, tendo viabilizado oito das 10 iniciativas socialistas para apoiar a economia e o emprego.

Quatro das oito medidas aprovadas, as quais vão agora ser apreciadas na especialidade foram-no por unanimidade: pagamento das dívidas do Estado às PME (contratando um banco para pagar as que têm mais de 90 dias); ampliação do tipo de garantias para reembolso de IVA; atualização da taxa de juros indemnizatórios a pagar pelo Estado (igualando-a à paga pelos contribuintes); renovação das linhas de seguro de crédito à exportação.

A proposta de reduzir o IVA da restauração levou o líder do PS, António José Seguro, a ironizar com as reservas do CDS-PP, partido onde têm surgido vozes como António Pires de Lima a defender aquela medida.

Luís Menezes (PSD) citou Rui Veloso - "é muito mais o que nos une que o que nos separa" - para elogiar o PS por apresentar "propostas concretas" e que revelam vontade na "procura de pontos de convergência".

Ler mais

Exclusivos