CDS incomodado com as palavras de Passos Coelho

PSD vai convocar Conselho Nacional extraordinário para decidir acordo com CDS. Confissão do líder do PSD, que preferia governar sozinho, desagradou aos dirigentes centristas.

As palavras de Passos Coelho causaram incómodo no CDS, embora não abalem o desejo de coligação. "Se calhar também podíamos dizer que o CDS governaria melhor sozinho", desabafou ao DN um alto dirigente centrista. Esta foi a reação ao que líder do PSD disse terça-feira à noite, no Conselho Nacional "laranja". O partido precisa "de saber como vamos governar o país no futuro: se fazemos coligação com o CDS antes ou depois das eleições. Mas se conseguirmos governar sozinhos, ainda melhor", salientou Pedro Passos Coelho.

Apesar destas declarações, a palavra de ordem no CDS é "sangue frio e muita calma", admite outro elemento próximo de Paulo Portas, acrescentando que as palavras do parceiro de coligação "devem ser entendidas como normais num discurso para o interior do partido".

Leia mais na edição impressa ou em DN e-paper.