Cavaco obrigado a cancelar visita a escola

Deslocação cancelada à última hora, alegadamente por motivos de segurança. Fonte de Belém justifica o cancelamento com "um impedimento". Duas centenas de alunos protestam à entrada do estabelecimento de ensino.

Uma visita programada para hoje de manhã por Cavaco Silva à Escola António Arroio, em Lisboa, foi cancelada à última razão por os elementos de segurança terem entendido que não estavam reunidas as condições necessária para garantir a presença do Presidente sem incidentes.

Duas centenas de alunos protestavam à entrada do estabelecimento de ensino contra as condições de funcionamento da escola.

Fonte da Presidência da República contactada pela Lusa adiantou apenas que o cancelamento da visita se deveu "a um impedimento que impossibilitou a sua realização".

Esta é a primeira vez que o Presidente se encontrava em ambiente público desde ter sido apupado na cerimónia de abertura de Guimarães - capital europeia da cultura, a propósito das declarações que fez sobre os seus rendimentos.

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.