Campanha de solidariedade com família Cavaco Silva

O Bloco de Esquerda lança hoje em Aveiro uma campanha nacional de "solidariedade" com a família Cavaco Silva para evitar que "o presidente da República tenha de emigrar fugindo, assim, do pais que ajudou a afundar".

Em declarações à Lusa, Joaquim Dias, do BE distrital de Aveiro, referiu que será disponibilizado um número de telefone e uma morada "para que os portugueses saibam para onde mandar os seus donativos" que no final serão entregues no Palácio de Belém.

"Infelizmente, os donativos não vão poder ser deduzidos no IRS porque a família Cavaco Silva tem rendimentos mensais elevadíssimos, mas esperamos o contributo de todos os portugueses", ironizou.

Joaquim Dias considerou que as declarações do presidente da República sobre o valor das suas pensões são "no mínimo ofensivas para milhares de portugueses, que recebem pensões de 200 euros ou pouco mais".

Nesta campanha, que hoje às 15:00 será apresentada em conferência de imprensa, o BE apela "à solidariedade de todas e todos os portugueses para que se evite que quem vive acima das nossas possibilidades tenha de emigrar".

na sexta-feira, o Presidente da República, Cavaco Silva, disse que aquilo que vai receber como reformas "quase de certeza que não chega para pagar" as suas despesas, valendo-lhe as poupanças que fez, com a mulher, ao longo da vida.

Entretanto, na segunda-feira, o Presidente da República esclareceu à Agência Lusa que, com as declarações que proferiu sobre as suas pensões, apenas quis ilustrar que acompanha a situação dos portugueses que atravessam dificuldades, não tendo sido seu propósito eximir-se dos sacrifícios.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Política
Pub
Pub