BE entrega projeto que permite adoção por casais gays

Projetos de lei querem acabar com "a situação inadmissível" em que vivem os casais do mesmo sexo ao não poderem adotar crianças. Iniciativa vai a votos na sexta.

O Bloco de Esquerda apresentou hoje à tarde no Parlamento dois projetos de lei que querem acabar com "a situação inadmissível" em que vivem os casais do mesmo sexo ao não poderem adotar crianças.

Portugal é o único país do mundo em que se permite o casamento homossexual e se proíbe a adoção de menores por esses casais, sublinhou a deputada Cecília Honório. Trata-se, por isso, de "pôr fim a esta discriminação inaceitável", feito "no interesse das crianças".

Os projetos bloquistas preveem a "eliminação da impossibilidade legal de adoção por casais do mesmo sexo" e a alteração do Código do Registo Civil, "tendo em conta a procriação medicamente assistida, a adoção e o apadrinhamento civil por casais do mesmo sexo".

Cecília Honório não teme o eventual chumbo pela maioria no Parlamento, na próxima sexta-feira, quando os dois projetos - e outro no mesmo sentido dos "Verdes" - forem a discussão e votação.

Para a deputada do BE, "a responsabilidade política de preservar este fator de discriminação ficará por conta dos partidos ou dos deputados e deputadas que votarem contra esta iniciativa". E deixou o aviso: "Nós cá continuaremos hoje e sexta-feira e todas as vezes que forem necessárias até ao fim desta discriminação inaceitável."

Ler mais

Exclusivos