Balsemão vai processar autores de relatório das Secretas

O presidente do grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, disse hoje à Lusa que vai avançar com um processo judicial contra os autores do documento sobre o caso das secretas.

De acordo com a imprensa de hoje, o espião Jorge Silva Carvalho mandou fazer um relatório sobre a vida privada do patrão da SIC.

Segundo o Jornal de Notícias (JN), "Jorge Silva Carvalho encomendou relatórios às secretas sobre pessoas cuja vida interessava à Ongoing. A investigação sobre Pinto Balsemão foi elaborada por um especialista ex-agente das secretas".

"Tendo tomado conhecimento, através da comunicação social, do conteúdo do relatório sobre mim produzido, no qual são referenciadas dezenas de calúnias e falsidades - algumas das quais de mau gosto e grotescas - decidi proceder às diligências necessárias, junto dos meus advogados, no sentido de responsabilizar criminalmente os autores do documento", disse Francisco Balsemão, numa declaração escrita à agência Lusa.

O patrão da SIC e ex-primeiro-ministro disse estar surpreendido e chocado com os "métodos, os princípios e as práticas adotados por pessoas e empresas que desenvolvem as suas atividades livre e impunemente numa sociedade democrática".

Por isso, "quase 40 anos depois da instalação da democracia em Portugal, é lamentável que se continuem a praticar este tipo de métodos 'pidescos' que julgávamos erradicados e que o sistema judicial devia rapidamente punir, condenar e abolir", concluiu o presidente do grupo Impresa.

De acordo com o diário, que cita um documento que consta do processo do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa de que resultou acusação contra Silva Carvalho, Nuno Vasconcellos (presidente da Ongoing) e João Luís por corrupção, "Paulo Félix, antigo quadro da PJ [Polícia Judiciária], ex-agente de ligação da Europol, ex-membro do SIS e antigo diretor da área da Presidência do Conselho de Ministros, entregou ao superespião" informação sobre Pinto Balsemão.

"Cerca de 30 páginas com uma tabela cronológica da vida do patrão da SIC - os factos relevantes -, os amigos, os aliados e os inimigos", adianta o JN.

Também numa declaração escrita enviada à Lusa, Paulo Félix nega o seu envolvimento e admite avançar judicialmente.

"Repudio totalmente a atribuição que me é feita sobre a autoria do chamado 'relatório sobre Pinto Balsemão' (...) e reservo-me o direito de reagir, a esta e outras notícias que têm surgido na imprensa a meu respeito, através de todos os meios legais ao meu alcance".

Paulo Félix acrescentou que contratou Paulo Saragoça da Matta para seu advogado neste processo.

Relacionadas

Brand Story

Tui

Últimas notícias

Mais popular

  • no dn.pt
  • Política
Pub
Pub