Auditoria da ministra não encontra vistos gold mal concedidos mas arrasa regras do projeto de Portas

Inspeção-Geral da Administração Interna recomenda alterações legislativas ao projeto e a elaboração de Manual de Procedimentos "claro e transparente".

"Desconformidade de procedimentos"; "confusão"; "inexistência de regras claras"; "desarmonia"; "desorganização"; "controlo interno muito incipiente e fraco". Estas são apenas algumas das falhas - de um extenso rol - detetadas pela auditoria aos vistos gold, elaborada pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI), a pedido da ministra Anabela Rodrigues.

Mas, apesar de arrasar os procedimentos do projeto idealizado por Paulo Portas e criado em 2012, o DN sabe que a inspeção não encontrou ilegalidades na atribuição de residência para atividade de investimento. Ou seja, segundo a IGAI, não houve vistos mal concedidos.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Amor em tempo de cólera

Foi no domingo à tarde na Rua Heliodoro Salgado, que vai do Forno de Tijolo à Penha de França. Um BMW cinzento descia o empedrado a uma velocidade que contrariava a calidez da tarde e os princípios da condução defensiva. De repente, o focinhito de um Smart vermelho atravessa-se no caminho. Travagem brusca, os veículos quedam-se a poucos centímetros. Uma buzinadela e outra de resposta, o rapaz do BMW grita e agita a mão direita à frente dos olhos com os dedos bem abertos, "és ceguinha? És ceguinha?" A senhora do Smart bate repetidamente com o indicador na testa, "tem juízo, pá, tem juízo". Mais palavras, alguma mímica e, de repente, os dois calam-se, sorriem e começam a rir com vontade. Levantam as mãos em sinal de paz, desejam bom Natal e vão às suas vidas.