Inquérito parlamentar aos Estaleiros vai mesmo avançar

O líder parlamentar dos socialistas, Alberto Martins, anunciou a "concordância" do partido com a investigação parlamentar proposta pelo PCP ao "caso" dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), o que implica uma aprovação automática da iniciativa, mesmo que a maioria PSD/CDS a queira evitar.

"Damos o nosso acordo a esta comissão de inquérito", "não há qualquer reserva da parte do PS", afirmou o líder da bancada socialista, para quem o importante é "aferir os atos do Governo e da administração" dos ENVC.

O dirigente do PS não quis, contudo, adiantar mais pormenores, ficando à espera da declaração do ministro da Defesa, Aguiar-Branco, para aprofundar "o alcance, o obetivo e as pessoas a contactar" no âmbito da investigação parlamentar.

Os ENVC, uma empresa estatal tutelada pelo Ministério da Defesa (universo Empordef), vão ser concessionados a uma entidade privada, a Martifer, num processo que implicará no imediato o despedimento dos seus 609 trabalhadores. Destes, 400 poderão no futuro vir a ser contratados pelo concessionário.

Com a disponibilidade manifestadas pelo PS, o PCP (a que se junto o BE) poderá ter as 46 assinaturas necessárias para impor a criação da comissão no Parlamento, mesmo apesar eventualmente o PSD e o CDS serem contra. Os dois partidos ainda não disseram nem sim nem não. Se disserem que sim, a criação da comissão será votada no plenário.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG