Horas extras, folgas e feriados pagos só a 50%

O Governo apresentou aos sindicatos uma proposta para alterar drasticamente as relações laborais.

O pagamento dos feriados irá cair para metade, tal como as horas extraordinárias e folgas. Bagão Félix, antigo ministro de um Governo PSD/CDS considera que a medida irá desincentivar novas contratações.

O Executivo tornará também o despedimento mais fácil, em relação ao actual regime, passando a incluir no conceito de "justa causa" quebras de produtividade e má qualidade do serviço prestado. O despedimento por inadaptação deixará de estar dependente da introdução de uma nova tecnologia no local de trabalho.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG