Henrique Neto bem pode esperar. O PS espera por outros

Direção socialista apanhada de surpresa. Costa diz que não comenta. Marinho e Pinto afirma que será excelente candidato

Henrique Neto, o primeiro candidato a Belém, que se apresenta amanhã, não entusiasma o seu próprio partido e não contará com o apoio do PS. Afinal, o empresário e militante socialista aponta José Sócrates como causa de quase todos os males, critica a atual liderança do PS e assinou um manifesto de apoio a António José Seguro nas eleições primárias do partido. A direção socialista foi apanhada de surpresa e António Costa não foi informado das intenções de Neto, apurou o DN.

Durante o dia de ontem, a direção do PS fechou-se em copas e ao fim da tarde o secretário-geral socialista, interpelado pelos jornalistas, limitou-se a repetir que não tinha comentários a fazer. Do pouco que disse, Costa constatou que Henrique Neto "não falou nem tinha de falar" com ele sobre a candidatura. "Não sei se há candidatura", disse ainda. O líder do PS acrescentou que "soube pela rádio" e rematou: "É-me indiferente. Não tenho nenhum comentário a fazer."

O aparecimento desta candidatura mereceu a crítica de socialistas, apesar de a mesma poder encaixar no perfil definido por António Costa na sua Agenda para a Década. "O PS apoiará ativamente um candidato oriundo da sua área política que honre, renove e atualize a herança notável dos dois presidentes da República, Mário Soares e Jorge Sampaio."

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG