Haverá consequências para deputados do PSD que votaram contra OE2015

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, afirmou hoje que o assunto será discutido internamente.

O deputado e presidente da bancada 'laranja' referiu aos jornalistas no Parlamento que serão levados a cabo "os procedimentos internos" para "procurar as consequências relativamente a esse comportamento".

Luís Montenegro já tinha afirmado minutos antes, ao abandonar o plenário, não ver "nenhuma explicação para o voto dos deputados Hugo Velosa, Guilherme Silva, Francisco Gomes e Correia de Jesus contra o Orçamento.

"Vamos fazer isso internamente e quando houver alguma nota que tenha de ser dada publicamente eu fá-lo-ei, mas não há nenhuma dúvida de que vai haver consequências, disso não há dúvida", acrescentou.

O Orçamento do Estado para 2015 foi hoje aprovado em votação final global pela maioria PSD/CDS-PP, com os votos contra de todas as bancadas da oposição e dos quatro deputados do PSD eleitos pela Madeira.

Os deputados do PSD eleitos pela Madeira Hugo Velosa, Guilherme Silva, Francisco Gomes e Correia de Jesus votaram contra a proposta, que mereceu a abstenção do deputado do CDS-PP Rui Barreto.

PS, PCP, BE e PEV votaram igualmente contra o Orçamento do Estado para 2015.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG