"Há um problema grave de organização do Governo"

Maria de Belém Roseira diz que há um problema de hierarquias no Governo e que o seu desenho formal não corresponde ao desenho real: Vítor Gaspar, ministro das Finanças, está acima de Pedro Passos Coelho, o primeiro-ministro, e de Paulo Portas, ministro dos Negócios Estrangeiros que é também parceiro na coligação.

Em entrevista ao Gente que Conta, programa de entrevistas conduzido por João Marcelino, diretor do DN, e Paulo Baldaia, diretor da TSF, a presidente do PS acusa ainda o Governo de não cumprir os objetivos para os quais foi eleito e afirma que muita gente esperava uma remodelação grande do Governo, não apenas a substituição do Ministro Miguel Relvas.

Sobre a decisão do Tribunal Constitucional, Maria de Belém diz-se surpreendida por não ter sido considerada inconstitucional a contribuição extraordinária de solidariedade, e afirma que o primeiro-ministro quis demonstrar que o buraco nas contas públicas tinha sido criado pelo Tribunal Constitucional, quando este é da responsabilidade do Governo.

Num fim de semana de diretas no PS, e quando se aproximam as comemorações dos 40 anos do partido, Maria de Belém fala de pacificação dos militantes e do regresso de José Sócrates, a quem considera um homem de "grande sagacidade política".

Leia mais no ePaper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG