António Costa convoca Conselho de Ministros de urgência para esta noite

Decisão surge no dia em que o PCP anunciou voto contra o Orçamento do Estado 2022

O Primeiro-ministro convocou uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros para esta noite, confirmou o DN, na sequência do chumbo anunciado pelo PCP ao Orçamento do Estado 2022, o que abriu o cenário de eleições antecipadas.

A dois dias da votação do Orçamento do Estado na generalidade (quarta-feira), PCP e BE já anunciaram voto contra e Marcelo Rebelo de Sousa reforçou que ou há Orçamento ou dissolve o Parlamento.

A reunião extraordinária do Governo foi confirmada pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, em conferência de imprensa, na Assembleia da República, na qual reagiu ao chumbo anunciado por PCP e BE.

Segundo Duarte Cordeiro, a reunião servirá para avaliar a situação em que o executivo minoritário socialista se encontra do ponto de vista político e a preparação do debate da proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2022", que se inicia na terça-feira.

"Vamos fazer uma avaliação das posições que vamos assumir nos próximos dias, designadamente nos possíveis quadros que termos do ponto de vista de análise", referiu.

Com os votos contra dos 10 deputados do PCP, somados aos 19 do BE e 86 dos partidos à direita (79 do PSD, 5 do CDS-PP, 1 do Chega e 1 da Iniciativa Liberal), o Orçamento será chumbado na generalidade, com um total de 115 votos contra.

Face a este cenário, o Presidente da República afirmou que irá aguardar até ao último momento da votação do Orçamento do Estado para 2022 na generalidade e, se este for efetivamente chumbado, dissolverá o Parlamento para provocar eleições antecipadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG