"Governo tem tratado os aposentados de forma cruel"

Se os cortes nas pensões avançarem "o governo cai de certeza absoluta", disse Manuela Ferreira Leite, ontem à noite. "Paulo Portas não tem outra solução na vida", acrescentou. A antiga ministra acusa o Executivo de tratar os reformados de forma quase desumana.

"Diz solenamente que aumento de impostos ou retirada de rendimento disponível aos pensionistas era uma fronteira que não podia ultrapassar, então depois disso pode ultrapassar com 10%? Não tem lógica", afirmou a antiga ministra social-democrata, no seu habitual espaço de comentário político na TVI24.

Ferreira Leite diz-se perplexa por ter vindo a público a hipótese de os reformados perderem 10% do seu rendimento com efeitos retroativos na convergência entre a Caixa Geral de Aposentações e a Segurança Social e considera que o Governo está a tentar assustar os reformados.

"Há uma quebra de confiança fatal entre os cidadãos e o Governo e há obviamente uma violação de um contrato. O Governo tem tratado os aposentados de forma cruel. É quase desumano", disse. "Ainda por cima com as nossas taxas de desemprego, especialmente nos jovens. Como é que este país está tão calmo com 40 e tal por cento de desemprego? É porque eles têm uma base familiar que os mantém".

A antiga líder do PSD diz que é preciso manter a coesão social e defende a convergência dos sistemas, lembrando que isso está ser feito gradualmente desde 2005 a quem se vai aposentando.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG