Governo pede lista para despedir 72 mil funcionários

Finanças deram instruções informais em agosto para as direções-gerais elaborarem lista com 12% de trabalhadores a incluir no programa de requalificação.

O Ministério das Finanças deu instruções informais para os vários ministérios, em agosto, para que as direções-gerais elaborassem uma lista com 12% de funcionários públicos que serão colocados no programa de requalificação, em cada direção-geral, apurou o DN. No fim da linha, para estes trabalhadores, está o despedimento.

Num universo de um pouco menos de 600 mil funcionários públicos, o total atingirá cerca de 72 mil a caminho do programa de requalificação da Administração Pública.

Em cada ministério, um "pivô" serviu de veículo de transmissão destas instruções informais do Ministério das Finanças. Aos responsáveis presentes foi dito que os critérios para elaborar a lista de trabalhadores a "requalificar" ficavam a cargo de cada direção-geral, eventualmente tendo como base o Sistema integrado de gestão e avaliação do desempenho na Administração Pública (SIADAP).

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG