Governo adia resposta a seis pedidos dos EUA para adaptar edifícios nas Lajes

O ministro da Defesa disse esta terça-feira que adiou a resposta aos pedidos dos EUA para adaptar o uso de edifícios da base das Lajes às novas exigências militares de Washington.

"Temos uma capacidade negocial acrescida" face a esse adiamento, afirmou José Pedro Aguiar-Branco numa audição parlamentar conjunta com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete.

Isso "permitiu deixar em aberto todas as hipóteses negociais nos planos político, económico e social" português face aos Estados Unidos, sublinhou o ministro da Defesa perante as comissões de Negócios Estrangeiros e da Defesa.

A resposta a esses pedidos de Washington fica dependente de "uma solução global" a apresentar pelos EUA para o conjunto das infraestruturas da base das Lajes, dados os impactos ambientais e económicos da descontaminação dos terrenos e da adaptação ou destruição dos edifícios, caso não seja possível dar-lhes novo uso público ou privado, disse o governante.

O ministro Rui Machete referiu ainda que os EUA confirmaram já a manutenção dos seus serviços de apoio à atividade operacional das Lajes.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG