Fundação Social Democrata recebeu apoio de 1,1 milhões

A Fundação Social Democrata (FSD) recebeu, pelo menos 1,1 milhões de euros de apoio no âmbito do programa de Desenvolvimento Rural, depois de ter apresentado um projeto no final de 2009, princípio de 2010, com uma despesa elegível no montante de 1,6 milhões de euros, avança hoje o DN da Madeira.

De acordo com este jornal, a FSD viu o projecto aprovado e, desde então, tem vindo a receber o financiamento previsto. Em 2011, aquando do inquérito aos institutos, fundações e entidades públicas empresariais, Alberto João Jardim, presidente do Conselho de Administração com funções não executivas, disse estar "à vontade" porque a FSD nunca havido recebido "um tostão" do Estado ou da Região Autónoma.

Segundo o DN madeirense, a FSD recebeu, pelo menos 1,1 milhões de euros de apoio, montante que resulta das listagens publicadas pelo Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, I. P. (IFAP), com os nomes das entidades beneficiárias de "subsídios, subvenções, bonificações, ajudas e incentivos, atribuídos a pessoas singulares ou colectivas exteriores ao Sector Público Administrativo", atribuídos no âmbito da actividade do referido Instituto.

O projecto da FSD foi para desenvolver a Herdade da Achada Grande, hoje chamada de Herdade do Chão da Lagoa. O local onde o PSD realiza a sua festa anual do partido, este ano o encontro realiza-se no próximo domingo.

A candidatura aconteceu no âmbito da medida 1.6 do referido programa que "tem como objectivos o fomento da sustentabilidade e produtividade da exploração florestal na RAM, através do apoio à reconversão de povoamentos mal adaptados, beneficiação de superfícies florestais e produção de materiais de reprodução de qualidade. São beneficiários todos os proprietários florestais, independentemente da sua natureza jurídica, que detenham uma área contínua de pelo menos 0,5 hectares."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG