Francisco Rodrigues dos Santos quer eleições legislativas "o quanto antes"

"Citando o senhor Presidente da República, logo, logo, logo que possível", sugeriu o líder do CDS-PP, acerca da data das eleições

O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, defendeu esta sexta-feira que as eleições legislativas devem realizar-se "o quanto antes" em caso de dissolução da Assembleia da República, defendendo que "o país não pode esperar".

Em declarações aos jornalistas na sede do partido, enquanto decorre, à porta fechada e por videoconferência, uma reunião do Conselho Nacional convocada com urgência, Francisco Rodrigues dos Santos apontou que "o CDS defende que as eleições legislativas devem ser convocadas o quanto antes".

"Citando o senhor Presidente da República, logo, logo, logo que possível", sugeriu.

Na ótica de Francisco Rodrigues dos Santos, "o país não pode esperar, não pode estar mergulhado numa crise política".

"Há uma economia para recuperar, há famílias que precisam de ser apoiadas, há fundos comunitários que temos necessariamente de ter acesso e a democracia não pode estar suspensa, nem sequer condicionada pela vida interna dos partidos", salientou.

Questionado sobre uma possível coligação com o PSD, o presidente democrata-cristão disse também que "até por essa razão é importante a questão interna dentro do CDS estar absolutamente resolvida".

"Porque não fará sentido, tendo um congresso agendado, o líder em funções estar a negociar acordos pré-eleitorais com o PSD sem antes haver a confirmação de que agora estamos todos concentrados no país e não em disputa interna", defendeu.

Na opinião de Rodrigues dos Santos, "só faz sentido colocar essa questão em cima da mesa depois de resolvido o cancelamento do congresso do partido".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG