Forte em Oeiras mudou de inquilino durante um dia

O Forte de São Julião da Barra transformou-se esta segunda-feira em residência oficial do primeiro-ministro para receber a chanceler alemã, Ângela Merkel, com a segurança a ficar nove horas a cargo da PSP.

Essa alteração na tradicional residência oficial do ministro da Defesa implicou que os militares da Polícia Militar do Exército 'deixassem' o forte às 08.00 e reassumissem a segurança do local às 17.00, explicaram ao DN fontes envolvidas no processo.

Sendo residência oficial do chefe do Governo, passaram a vigorar no Forte de São Julião as regras de São Bento, justificando-se assim a substituição dos militares do Exército por agentes da PSP naquela que foi uma das várias alterações feitas no âmbito do plano de segurança em redor de Ângela Merkel.

Recorde-se que, ao abrigo da Constituição e das leis vigentes, as Forças e Serviços de Segurança são apoiadas pelas Forças Armadas em território nacional ao nível da segurança interna - os militares mantêm a sua cadeia de comando mas a autoridade (competência e legitimidade) pertence aos primeiros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG