Fernando Seara ainda não confirma candidatura a Lisboa

Miguel Relvas disse que iria votar em Seara para a Câmara de Lisboa, mas o atual autarca de Sintra ainda não confirma candidatura.

"Alguns suscitaram nos últimos dias projetos de luta. Digo em resposta: não venci todas as vezes que lutei, mas perdi sempre que deixei de lutar", disse no sábado na Universidade Política de Lisboa da JSD, que decorreu este fim-de-semana na Beloura, Sintra.

Durante a manhã, no mesmo local, o ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, havia dito que nas próximas autárquicas vai votar em Fernando Seara para a Câmara de Lisboa e advertiu o atual presidente, o socialista António Costa, que as eleições não serão "favas contadas".

"Eu habituei-me a votar ao longo da minha vida em Tomar, nas próximas eleições vou votar em Lisboa e vou votar no doutor Seara", afirmou Relvas aos jornalistas.

O atual presidente da Câmara de Sintra tem sido apontado como candidato do PSD à autarquia da capital, mais ainda não houve qualquer anúncio oficial.

Na semana passada, questionado pelos jornalistas sobre o assunto, Seara remeteu explicações para depois de uma reunião com o presidente do partido, Pedro Passos Coelho, que deverá ter lugar na próxima semana.

Durante o encerramento da Universidade Política, o presidente da Câmara de Sintra, Fernando Seara, incitou os jovens a utilizar os ensinamentos que aprenderam durante os três dias deste evento, nomeadamente ao nível da importância da liberdade.

"Pertenço a uma geração de portugueses que conheceu o que era a falta da liberdade. Quando entrei para a Faculdade de Direito, antes do 25 de Abril, sabia uma coisa, se reprovasse ia para a guerra e tinha a consciência de que sabia que se fosse, não sabia como regressava", disse.

O autarca adiantou: "Por isso a minha geração tem uma consciência que é presente em todos os momentos da nossa vida: a liberdade. Ajuda-nos a perceber que podemos dizer que sim, mas podemos dizer muitas vezes que não".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG