Ex-mulher de Sócrates insulta PGR e "penitencia-se"

Sofia Fava ficou furiosa com o facto de Joana Marques Vidal ter defendido magistrados do MP que produziram comentários jocosos sobre Sócrates. E usou o Facebook para atirar impropérios à PGR.

A manchete desta terça-feira do DN enfureceu Sofia Fava, ex-mulher de José Sócrates. O jornal contou que numa reunião do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) em 14 de Abril, a procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, se mostrou contra a abertura de processos disciplinares a magistrados do MP que produziram no Facebook comentários jocosos sobre a prisão do ex-primeiro-ministro.

A chefe do MP disse que esses comentários foram apenas um exercício de "liberdade de expressão" - mas a sua tese foi vencida (13 a favor de sanções, duas abstenções e quatro votos contra, um dos quais de Joana Marques Vidal) pela abertura de processos judiciais.

Sofia Fava não se conteve e escreveu, sobre a PGR: "Esta pega, feia, gorda, invejosa, nojenta, salazarenta, cretina e complexada, acha que dizer mal dos outros no FB não tem mal nenhum." Mesmo os que são presos só para fazer o favor à irmandade dela..."

O Observador fez notícia do caso e na altura em que a publicou o pequeno texto de Sofia Fava já não estava acessível. Por volta das 22:45, a ex-mulher de Sócrates escreveu um outro texto: "Reconheço que me excedi e que não queria, em boa razão, que tal acontecesse, pelo que, mesmo nunca tendo querido que o meu post saísse do âmbito de uma abordagem privada, como deveria ter acontecido, penitencio- me publicamente." Fava afirmou-se "movida por forte comoção resultante da influência profundamente nefasta que os insultos e humilhações" a Sócrates têm criado da sua família. E, desta vez sem insultos, considerou que a posição da PGR na reunião do CSMP é "desresponsabilizadora e acobertadora" de futuras "humilhações". Por difamar publicamente uma procuradora, Sofia Fava arrisca nove meses de prisão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG