Ex-diretor da Segurança Social acusa Passos de evasão contributiva

Edmundo Martinho, ex-presidente do Instituto da Segurança Social (ISS), acusou ontem o primeiro--ministro de ter estado numa situação "continuada de evasão contributiva" entre 1999 e 2004.

"De modo nenhum é possível invocar o desconhecimento da lei", porque "nem falamos de uma lei que se aplica a um número reduzido de cidadãos", sublinhou ao DN o agora membro do Observatório da Segurança Social (Genebra) e que presidiu ao ISS na vigência de governos do PS liderados por José Sócrates.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG