Erro "básico e primário" da Justiça, acusa Marcelo

A fuga de informação para a imprensa sobre as investigações ao fiscalista Medina Carreira "foi um momento muito infeliz da Justiça portuguesa", afirmou este domingo Marcelo Rebelo de Sousa.

Foi "um erro que é básico, que é primário" e se vira contra o juiz que autorizou as buscas e contra o Ministério Pública que investigou, enfatizou o comentador político, na TVI.

"O nome de Medina Carreira apareceu enxovalhado" e não "há um comunicado formal a pedir desculpa?", interrogou-se Marcelo Rebelo de Sousa, estranhando o intervalo de "24 horas entre a notícia e o esclarecimento" do caso.

Marcelo estranhou ainda não ter havido o cuidado prévio de falar com o visado ou de analisar os seus movimentos bancários antes de avançar para uma operação onde houve "uma fuga de informação imediata".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG