Edite Estrela quer saber porque é que Rehn não falou com Seguro

A líder da delegação socialista ao Parlamento Europeu questionou hoje o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, sobre as razões que o levaram a não se reunir com o líder do PS, António José Seguro, durante a sua recente visita a Portugal.

Numa pergunta escrita hoje dirigida ao comissário Olli Rehn, e à qual a Lusa teve acesso, a eurodeputada Edite Estrela pergunta "quais as razões que levaram o vice-presidente da Comissão Europeia a não achar importante incluir no programa da visita a Portugal um encontro bilateral com o líder do Partido Socialista".

Sublinhando que, quando em maio de 2011, o Governo português assinou um memorando de entendimento com a Comissão Europeia, o BCE e o FMI, os partidos da oposição também foram envolvidos no processo negocial, a eurodeputada questiona por que motivo Olli Rehn não quis desta feita "conhecer a posição do maior partido da oposição relativamente ao cumprimento do memorando de entendimento, aos problemas do aumento do desemprego e da recessão económica em Portugal".

Edite Estrela nota ainda que o comissário dos Assuntos Económicos afirmou "a sua satisfação pelo facto de haver um grande consenso" em torno da execução do programa de ajustamento português, mas ainda assim "não fez qualquer diligência no sentido de integrar no seu programa um encontro com o líder do Partido Socialista, o maior partido da oposição".

Durante a sua visita a Lisboa, entre 14 e 15 de março, Rehn manteve vários contactos com o Governo, designadamente com o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e com o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, com os parceiros sociais e com outras personalidades. A líder da delegação socialista ao Parlamento Europeu questionou hoje o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, sobre as razões que o levaram a não se reunir com o líder do PS, António José Seguro, durante a sua recente visita a Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG