"É possível que este Governo não se aguente"

O ex-Presidente da República Mário Soares afirmou hoje estar "absolutamente indignado" face às novas medidas de austeridade anunciadas pelo Governo, adiantando que participaria na manifestação de sábado se não tivesse compromissos.

"Estou absolutamente indignado. Se não tivesse de ir para o Algarve, que tenho lá obrigações, iria no dia 15 com certeza à manifestação", disse o ex-governante em declarações aos jornalistas à margem da cerimónia de doutoramento "honoris causa" do antigo presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso, em Lisboa.

Questionado se o PS deve votar contra o Orçamento de Estado de 2013, o líder histórico socialista disse que não existe alternativa para o partido a não ser "votar contra".

"Acho que não tem alternativa a não ser votar contra. Acho que tem de votar contra mesmo", declarou.

Mário Soares reafirmou estar indignado pelo estado em que o país se encontra, considerando que o executivo de Passos Coelho "está a liquidar todo o sistema que vem desde o 25 de Abril".

"Cada vez as pessoas estão a sofrer mais (...), estamos a destruir tudo o que é social", disse.

O ex-Presidente considerou ainda que o país pode estar perante uma crise política.

"É possível que este Governo não se aguente. Este Governo está a governar muito mal", afirmou, adiantando esperar que "esta legislatura não vá até ao final".

"Seria um desastre para todos se fosse até ao fim", disse ainda.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG