"É minha responsabilidade mostrar o que temos de bom"

O secretário-geral do PS afirmou hoje que é também sua responsabilidade mostrar exemplos positivos existentes no país, mas advertiu o Governo que tem de conceder mais estímulos à produção das empresas.

António José Seguro falava aos jornalistas, após visitar a fábrica de congelados Gelpeixe, no concelho de Loures, durante a qual esteve acompanhado pelo presidente da Câmara deste município, Carlos Teixeira, pelo ex-ministro da Agricultura António Serrano e por vários dirigentes socialistas. Segundo dados fornecidos pela empresa, a Gelpeixe facturou cerca de 50 milhões de euros no ano passado e acredita que 2011 será o melhor ano de sempre. No final da visita, António José Seguro referiu-se à situação difícil do país e considerou que é responsabilidade dos líderes políticos valorizarem os bons exemplos nacionais.

"A mim encheu-me imenso de orgulho ter visitado esta fábrica, porque produz, cria emprego, oferece excecpionais condições de trabalho, está num sector muito importante ao nível da exportação e faz parte do ramo agroalimentar, que é muito importante para Portugal. É minha responsabilidade valorizar o que é bom e mostrar que temos capacidade empresarial, temos dinamismo e qualidade nos empresários e nos trabalhadores. O que é fundamental para Portugal sair da crise", disse. Seguro aproveitou então para vincar que, no plano do discurso político, tem defendido a ideia de que Portugal saia da crise "pelo lado do crescimento económico e do apoio e estímulo às empresas".

"Acabei de visitar um exemplo positivo, mas da parte do Governo deve haver maior preocupação no sentido de estimular a dinamizar a injecção de capitais nas nossas empresas. É preciso apoiar as garantias de crédito para a exportação", defendeu. Num recado ao executivo PSD/CDS, o secretário-geral do PS considerou que há a necessidade de se dar importância aos seguros de crédito. "Sei que há empresas no país que muitas vezes não exportam mais por não haver uma adequada aplicação dos seguros de crédito ao período que estamos a viver", sustentou o líder dos socialistas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG