Durão diz que é "graças" a Passos que Portugal não está como a Grécia

Ex-presidente da Comissão Europeia e ex-líder do PSD volta a um evento do partido para "reunião de família" e elogia "sentido de responsabilidade de governo liderado pelo PSD"

Após mais de 10 anos ausente de ações partidárias, Durão Barroso participa esta noite no encerramento das comemorações dos 40 anos do PSD, num dia que o partido completa 41 anos. À chegada às comemorações, que se realizam esta noite na Aula Magna da Universidade de Lisboa, Durão Barroso considerava estar a regressar a uma "reunião de família".

O ex-presidente da Comissão Europeia lembrou que é militante há 35 anos e destacou que "o país já deu muito ao PSD, mas o PSD também já deu muito ao país". E logo de seguida fez vários elogios ao atual governo. Durão Barroso afirmou que "é graças ao sentido de responsabilidade de um governo liderado pelo PSD e do seu primeiro-ministro que o Portugal não está na situação gravíssima em que estão outros países da Zona Euro", numa alusão à Grécia.

O presidente da comissão das comemorações e nº1 do PSD, Francisco Pinto Balsemão, disse à entrada para a Aula Magna que "o PSD está em grande forma" e que "é altura de olhar para o futuro". O potencial candidato presidencial, Pedro Santana Lopes, não fez declarações à entrada. O primeiro-ministro também não falou à chegada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG