Duarte Marques acusa Merkel de "oportunismo político"

O deputado do PSD Duarte Marques escreveu uma carta à chanceler alemã, Angela Merkel, em que critica a alegada "desresponsabilização da Alemanha" pela austeridade aplicada na União Europeia, considerando-a "um oportunismo político

Nesta carta o deputado social-democrta Duarte Marques faz alusão à notícia de hoje do jornal Público com o título "Berlim demarca-se da austeridade e acusa Barroso de incompetência", que refere responsáveis alemães, não identificados.

"Com o objetivo de apurar a verdade, não podia deixar de lhe enviar esta carta, cumprindo um dever de consciência, aguardando que tal conteúdo não corresponda à realidade", começa por afirmar o ex-presidente da Juventude Social Democrata (JSD).

"Na verdade, as Organizações como o Banco Central Europeu, a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional já reúnem o odioso da opinião pública europeia", escreve Duarte Marques que lembra a Merkel que "nunca estive numa reunião do Conselho Europeu que aprovou medidas de austeridade, mas sei que o Ministro das Finanças alemão esteve lá. Se não concordava devia ter votado contra"

O deputado do PSD "não posso deixar de censurar esta desresponsabilização, bem semelhante à postura do Partido Socialista em Portugal, colocando-se à margem das difíceis decisões que são necessárias para recuperar o caminho do crescimento e da solidez das contas públicas, mesmo tendo responsabilidades na crise que vivemos"

Quanto à atuação do presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, Duarte Marques faz questão de recordar que alguns Estados-membros, "incluindo o dueto liderante franco-alemão", votaram "contra a iniciativa que a Comissão Europeia entendeu desenvolver para reforçar a regulação dos mercados financeiros, alguns anos antes desta crise se iniciar".

Se tivessem defendido essa proposta da Comissão Europeia, talvez se tivesse "evitado toda esta crise", sustenta, em defesa de Barroso.

Exclusivos